top of page

Evento vai discutir “Insolvência e Recuperação Judicial” entre Brasil, Cabo Verde e Portugal


Lisboa vai ser palco do simpósio “Evolução do Direito da Insolvência”, no próximo dia 30 de junho, entre as 9h e às 13h, nas instalações do EPIC SANA Marquês Hotel. Este evento, organizado pela nossa Sociedade de Advogados “Pinto Machado & Associados”, tem como objetivo conectar Portugal, Brasil e Cabo Verde no âmbito do Direito internacional e empresarial, com foco em temas como Insolvência (ou Falência, terminologia brasileira) e Revitalização Judicial (ou Recuperação Judicial, terminologia brasileira).


Estão previstos dois painéis que vão contar com oradores de grande renome na profissão nesses três países, como procuradores, desembargadores, juízes e advogados, que integram entidades como o Conselho Nacional de Justiça do Brasil, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o Conselho Superior da Magistratura Judicial de Cabo Verde, a Ordem dos Advogados Portugueses, o Tribunal da Relação de Lisboa, entre outros.


A entrada no simpósio é gratuita, mas é necessário fazer a inscrição através do e-mail: evolucaododireitodainsolvencia@gmail.com


Programa


A abertura do evento será da responsabilidade de Adriano Pinto Machado, sócio da “Pinto Machado”, pelas 9h.


O primeiro painel terá como tema “Evolução e Críticas ao Instituto da Recuperação Judicial”, pelas 9h40, e vai contar com moderação de Ana Sofia Pires, também sócia da “Pinto Machado”, e com a participação de Rodrigo Salomão, sócio do Salomão, Kaiuca e Abrahão Sociedade de Advogados; de Mauro Pereira Martins, magistrado e conselheiro do Conselho Nacional de Justiça do Brasil; de Anilson Silva, Juiz de Direito do Conselho Superior da Magistratura Judicial de Cabo Verde; e de Ana Alface, advogada e presidente do Centro de Estágio da Ordem dos Advogados Portugueses.


O painel seguinte discute “Evolução e Críticas ao Instituto da Falência”, pelas 11h, com moderação de Rafael Motta Furtado, sócio da “Pinto Machado”, e participação dos oradores Fátima Reis Silva, desembargadora do Tribunal da Relação de Lisboa; de Leonel Pires, Juiz de Direito do Conselho Superior da Magistratura Judicial de Cabo Verde; de Marcos Alcino de Azevedo Torres, desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro; e de Isahell Magally Silva Santos Freitas Pires, administradora judicial em Portugal.

35 views0 comments

Comments


bottom of page